Butler, Davis e Fraser: feminismo e democracia | Yara Frateschi

Para se pensar os rumos da democracia é fundamental considerar a emancipação feminina e todo o debate sobre o novo papel dos gêneros. Foi a luta das mulheres por mais voz que trouxe para o espaço público debates antes trancados no ambiente doméstico: a violência nos casamentos, a escolha de querer ou não ser mãe, a desigualdade de oportunidades… Foi o feminismo que começou a questionar o modelo único de vida para homens e mulheres, que desconsiderava as particularidades e o desejo de cada indivíduo. E quando as mulheres reivindicam o direito de não serem condenadas ao seu gênero, elas abrem, para todos nós, novas possibilidades de estar no mundo. Escritoras e ativistas como Judith Butler, Nancy Fraser, Angela Davis e Seyla Benhabib tem pautado discussões e questionamentos em torno de hierarquias e os modos de funcionamento das democracias contemporâneas.

Siga o Instituto CPFL
• Facebook: https://www.facebook.com/institutocpfl
• Twitter: https://twitter.com/cafe_filosofico
• Site: http://www.institutocpfl.org.br/

Palestrante:

yara frateschi

doutora em letras e professora de ética da unicamp